Jump menu

Main content |  back to top

Dos anos 10 aos anos 60

Transporte de combustíveis no lombo de burros.

A Shell transportava combustíveis e lubrificantes no lombo de burros.

1913
Início das atividades no Brasil, com o nome de Anglo-Mexican Petroleum Products Company.

1914
Inaugurado, no dia 5 de maio, o primeiro depósito de óleo combustível do Brasil, no bairro da Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, pela Anglo-Mexican. A empresa começou a distribuir, no lombo de burros, além dos óleos combustíveis industriais, o Kerosene Aurora, lubrificantes, óleo diesel e a Gasolina Energina.

1922
Instaladas as primeiras bombas de gasolina em ruas e garagens de capitais e cidades do interior, e também ao longo de rodovias.

1927
Realizado o primeiro voo comercial do Brasil. A Anglo-Mexican é a primeira distribuidora de combustíveis e lubrificantes para aeronaves.

1929
Inaugurados os primeiros postos de serviços da Anglo-Mexican.

1942
Criada a Filmoteca Shell, marco inicial do incentivo à cultura no País.

1946
Mudança no nome da empresa, que passa a se chamar Shell-Mex Brazil Limited. Em 1952, a empresa recebe o nome Shell Brazil Ltd.

1947
Início da parceria Shell-Ferrari.

1957
A bandeira Shell é a primeira a chegar a Brasília, com a inauguração do primeiro posto de abastecimento e serviços da futura capital do País.

1961
A Shell se nacionaliza, passando a ser uma empresa brasileira de capital estrangeiro. Adquire a razão social Shell Brasil S.A.

Dos anos 70 aos anos 90

Campanha publicitária com o Elefantinho Shell nos anos 70.

O "elefantinho" fazia parte da campanha publicitária da Shell nos anos 60 e 70.

1975
Através da Pecten, subsidiária do Grupo Shell, se associa à Petrobras, na Bacia de Santos, sob o formato de “contrato de risco”.

1981
Lançado o Prêmio Shell de Música, uma das mais tradicionais premiações na área.

1982
Lançado o Shell Responde, premiada publicação de dicas ao automobilista e de educação no trânsito, distribuída gratuitamente nos postos.

1985
A Shell passa a patrocinar a equipe McLaren de Fórmula 1. Em 10 temporadas, a parceria conquista seis campeonatos mundiais de construtores e sete de pilotos (com Niki Lauda, Alain Prost e, a partir de 1988, com Ayrton Senna).

1987
Inaugurada, em São Paulo, a primeira loja de conveniência em posto de serviços do País, sob a marca Express.

1989
Criação do Prêmio Shell de Teatro.

1990
Participação da Shell na restauração do Monumento do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

1990
O Grupo Shell propõe a suas empresas em todo o mundo o programa Desafio Ambiental, com instigantes metas de segurança operacional em relação ao meio ambiente.

1990
O Programa Mata Atlântica, do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, para inventário botânico e revegetação, passa a receber apoio da Shell, que se prolongaria por oito anos, até a sua conclusão.

1993
A Pecten inicia a produção de gás, juntamente com a Petrobras, no Campo de Merluza, na Bacia de Santos, único empreendimento de sucesso entre todos os contratos de risco.

1995
Chegada ao Brasil da Select, marca mundial da Shell para lojas de conveniência.

1996
A Shell volta a patrocinar a Ferrari, reeditando parceria que data das primeiras corridas de Fórmula 1.

1997
A Shell entra no mercado nacional de gás natural, do qual é líder mundial, com a compra de parte das ações da Companhia de Gás de São Paulo (Comgás) e garante participação no Gasoduto Bolívia/Brasil.

1999
Lançado o Sistema Integrado de Saúde, Segurança, Segurança Patrimonial e Meio Ambiente, o chamado HSSE-MS, um dos pilares da política corporativa do Grupo Shell.

Desde 2000

Plataforma do campo de Bijupirá e Salema, na Bacia de Campos.

Em Bijupirá e Salema, na Bacia de Campos, a Shell foi a 1ª empresa estrangeira a produzir petróleo.

2000
Implantado o programa de voluntariado dos funcionários da Shell, Saber Dividir.

2000
Primeira empresa privada a começar a exploração de petróleo na Bacia de Campos.

2001
Lançado o programa DNA da Shell, com o intuito de inibir a adulteração de combustíveis em sua rede de postos.

2001
Criado o Iniciativa Jovem, programa que busca estimular o desenvolvimento local, dando suporte para que jovens empreendedores iniciem seu próprio negócio, contribuindo para a geração de renda.

2001
Criada a Shell Energy Efficiency, cujo objetivo é auxiliar clientes a reduzir o consumo de energia.

2001
Implementada a Shell Marine Products, divisão marítima da empresa, que conta com uma estrutura logística capaz de atender a clientes em praticamente todos os portos do litoral brasileiro.

2001
Primeira empresa privada a encontrar petróleo depois da abertura do mercado, no bloco BS-4, na Bacia de Santos.

2002
Adquire, em maio, a empresa Enterprise Oil, assumindo o desenvolvimento dos campos de petróleo de Bijupirá e Salema, na Bacia de Campos.

2003
Chegada ao Brasil da gasolina Shell V-Power.

2003
A primeira empresa a produzir petróleo depois da flexibilização do monopólio estatal, com início de produção de Bijupirá & Salema, na Bacia de Campos.

2004
Início da implementação do  Programa de Performance Social nas bases de armazenamento de combustíveis, com o objetivo de engajar funcionários e comunidade.

2005
A Shell decide aumentar os investimentos na rede de postos de serviços e lança o Plano de Desenvolvimento da Rede.

2005
A empresa adquire cinco novos blocos de exploração e produção de petróleo e gás no País.

2005
Participa do Programa Riobiodiesel, que colocou em circulação o primeiro ônibus urbano movido a biodiesel do Brasil.

2006
A empresa inicia a comercialização do biodiesel em seus postos de serviço.

2006
Lançamento do Código de Conduta.

2007
Movimento de retomada de investimentos na Região Centro-Oeste.

2007
Único óleo combustível do mercado brasileiro especialmente aditivado para melhorar sua queima, o OC Plus, voltado para a indústria, ganha nova fórmula, que reduz as emissões de material particulado.

2007
Criação da rede Shell's Women Network, cujo objetivo é debater e compartilhar experiências sobre os desafios das mulheres no trabalho.

2008
A empresa revitaliza o programa Equilíbrio, que fornece aos funcionários e seus dependentes apoio sobre questões que envolvam atendimento psicológico, consultoria jurídica e financeira ou assistência social.

2008
Shell lança nova família das gasolinas Shell V-Power e Shell V-Power Racing e novo portfólio do lubrificante Shell Helix.

2008
Chegada da plataforma flutuante de produção, estocagem e transferência FPSO Espírito Santo, que será utilizada para a produção de petróleo e gás natural no Parque das Conchas.

2008
Shell arremata 5 blocos na Bacia de São Francisco durante a 10ª Rodada de Licitações da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A aquisição representa entrada da empresa na exploração de petróleo onshore no Brasil.

2009
Após 8 anos, Shell retoma expansão para região Centro-Oeste, em parceria com a Rede Simarelli. Ao todo, a rede da empresa na região passa a contar com cerca de 150 postos.

2009
Shell compra unidade de Aviação da Cosan - segmento que pertenceu à Esso até abril de 2008. Com a aquisição, orçada em R$ 150 milhões, a Shell Aviation fortaleceu sua posição no mercado brasileiro, abastecendo mais de 50 aeroportos.

2009
Iniciada a produção de petróleo e gás natural no Parque das Conchas (antigoo BC-10), localizado na Bacia de Campos, no litoral do Espírito Santo. O projeto, em parceria com Petrobras e ONGC, é um dos principais do porfólio da Shell e marca o uso de tecnologias pioneiras na exploração em águas profundas no Brasil.

2009
Chega ao Brasil o primeiro carregamento de gás natural liquefeito (GNL) vendido pela Shell.

2010
Shell lança, com exclusividade para o mercado nacional, o Shell V-Power Etanol -- primeiro etanol aditivado do mundo, feito à base de cana-de-açúcar.

2010
O Prêmio Shell de Música completa 30 anos. Na edição deste ano, Dominguinhos é homenageado por sua contribuição à Música Popular Brasileira.

2010
Shell anuncia investimentos para a segunda fase do Parque das Conchas, projeto de exploração em águas profunfas, localizado no bloco BC-10, na Bacia de Campos, a mais de 100 quilômetros da costa do Espírito Santo.

2010
Shell International Petroleum Company Limited (Shell) e Cosan S.A. (Cosan) assinam acordo vinculante entre as empresas no Brasil. A joint venture, avaliada em US$ 12 bilhões, vai produzir e comercializar açúcar, energia e etanol de cana-de-açúcar, e distribuir combustíveis para transporte e indústria, a partir da integração das redes de distribuição e postos.

Confira fotos da trajetória da Shell no Brasil

Nossa história no Brasil. Fotos marcantes da Shell.

*Fotos: Arquivo Shell.

Os nomes da Shell Brasil

As alterações na razão social da companhia são registros históricos, que, de modo geral, não corresponderam a mudanças relevantes na atuação da Shell no Brasil.

1913: The Anglo-Mexican Petroleum Products Company Limited chega ao Brasil como uma sociedade entre a Royal Dutch/ Shell e a companhia petrolífera Anglo-Mexican, formada para atuar na América Latina. O Decreto 10.168, publicado no diário Oficial em de 18 de março, autoriza o funcionamento a partir de 9 de abril.

1917: A palavra "Products" é suprimida da razão social. Decreto 12.438, no Diário Oficial de 13 de abril: The Anglo-Mexican Petroleum Company Limited.

1946: O Grupo Shell adquire interesses da Anglo-Mexican e a atuação no país se torna 100% Shell. A companhia passa a se chamar Shell-Mex Brazil Limited. Decreto 21.377, publicado em 26 de julho.

1952: O Decreto 33.025, no D.O, de 20 de junho, autoriza a nova razão social: Shell Brazil Ltd.

1961: No dia 4 de agosto, a companhia foi nacionalizada, passando a se chamar Shell Brasil S.A.

2002: Em 2 de fevereiro, o regime de sociedade anônima é substituído pelo de sociedade por quotas de responsabilidade limitada. A empresa passa a se chamar Shell Brasil Ltda. A mudança, destinada a alinhar a estrutura corporativa e legal da Shell no Brasil com a das demais empresas do Grupo Shell, em nada afeta a administração, as operações e os negócios.

Os acionistas passaram a ser quotistas, com quotas correspondentes às ações que possuíam.