Jump menu

Main content |  back to top

Novidades e press releases

Shell lança ao mar o casco da maior instalação flutuante do mundo, a Prelude FLNG

Unidade está em construção na Coréia do Sul

Rio de Janeiro, 05 de Dezembro de 2013

O casco de 488 metros de comprimento (maior que quatro campos de futebol) da instalação flutuante de gás natural liquefeito (FLNG) Prelude, da Shell, foi lançado para fora do estaleiro da Samsung Heavy Industries (SHI), localizado em Geoje, Coréia do Sul, onde a unidade está em construção. Uma vez terminada, a Prelude FLNG será a maior instalação flutuante já construída e irá desbloquear novas fontes de energia offshore, produzindo anualmente cerca de 3,6 milhões de toneladas de gás natural liquefeito (GNL) para atender à crescente demanda por energia.

 

"Tornar a FLNG uma realidade não é tarefa simples", disse Matthias Bichsel, Diretor de Projetos e Tecnologia da Shell. "Um projeto dessa complexidade - tanto em tamanho quanto em engenhosidade - aproveita o melhor da engenharia, do projeto, fabricação e cadeia de suprimentos de todo o mundo. Chegar a esta fase de construção, considerando que o primeiro corte de aço foi há apenas um ano, é graças à equipe de especialistas que temos, que garante que as dimensões críticas do projeto de segurança, qualidade, custo e cronograma serão entregues."

 

A Prelude permitirá à Shell produzir gás natural no mar, transformá-lo em gás natural liquefeito e depois transferi-lo diretamente para os navios que o transportarão para os clientes. Ela irá permitir o desenvolvimento de recursos de gás que vão desde grupos de campos mais remotos, menores, para campos potencialmente maiores, através de múltiplos locais onde, por uma série de razões, um desenvolvimento em terra não é viável. Isso pode significar estratégias de desenvolvimento e implantação mais rápidas, mais baratas e mais flexíveis para os recursos que antes eram economicamente inviáveis ou limitados por riscos técnicos.

 

A Prelude FLNG é a primeira implantação da tecnologia FLNG da Shell e irá operar em uma bacia remota, 475 quilômetros ao nordeste de Broome, na Austrália Ocidental, por cerca de 25 anos. A unidade permanecerá no local durante todos os eventos meteorológicos, tendo sido projetada para suportar ciclones de categoria 5.

 

A Shell é a operadora da Prelude FLNG em uma joint venture com a INPEX (17.5%), KOGAS (10%) e OPIC (5%).

 

Sobre a Prelude

 

• A Prelude deverá produzir 3,6 milhões de toneladas por ano (mtpa) de GNL, 1,3 Mtpa de condensado e 0,4 Mtpa de GLP, e permanecer no local por aproximadamente 25 anos.

• O casco da Prelude FLNG é maior que mais de quatro campos de futebol e seu comprimento é maior que a altura do Empire State.

• Os tanques de armazenamento de GNL têm uma capacidade equivalente a cerca de 175 piscinas olímpicas.

• Uma vez concluída, a unidade FLNG vai pesar mais de 600 mil toneladas quando totalmente carregada, deslocando a mesma quantidade de água de seis dos maiores porta-aviões do mundo.

•    As instalações da Prelude são grandes e pequenas ao mesmo tempo - ocupando 1/4 da área de uma planta de GNL onshore equivalente.

 

 

 

Para mais informações:

 

Assessoria de Imprensa Shell Brasil:

Glauco Paiva

(21) 3984-7413

glauco.paiva@shell.com

 

Igor Baiense

(21) 3984-7897

igor.baiense@shell.com

 

Cajá – Agência de Comunicação

Priscilla Gonçalves – priscilla@caja.com.br

Paula Ceccon – paula@caja.com.br

(21) 2217-1403

Ferramentas de Página