Jump menu

Main content |  back to top

Enquanto o mundo ainda sofre os efeitos da crise econômica iniciada em 2008, a Shell investe no desenvolvimento de novas fontes de energia. No Varejo, a empresa lança, em 2010, o Shell V-Power Etanol, o primeiro etanol aditivado do mundo, feito à base de cana-de-açúcar.

Recentemente, a estratégia de negócios da Shell Brasil tem focado na área de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural. Ainda em 2010, foram anunciados os investimentos para a segunda fase do Parque das Conchas, projeto de exploração em águas profundas, localizado no Bloco BC-10, na Bacia de Campos.

Essa mudança na estratégia fez com que fosse assinado um acordo com a Cosan para a formação de uma joint-venture, a Raízen, criada em 2011. A nova empresa é responsável pela produção e comercialização de açúcar, energia e etanol de cana-de-açúcar, além de distribuir combustíveis para transporte e indústria, a partir da integração de redes de distribuição e postos.

A empresa já nasceu como uma das cinco maiores do país em faturamento, com valor de mercado estimado em US$ 12 bilhões e cerca de 40 mil funcionários. A joint-venture posiciona-se como uma das empresas mais competitivas do mundo na área de energia sustentável.

O ano de 2012 ficou marcado pelos avanços tecnológicos nos campos exploratórios da companhia. A sísmica na Bacia do São Francisco foi concluída e foi iniciada a sísmica 4D em BC-10 e Bijupirá & Salema.

Após quase cinco anos sem licitações de novas áreas para exploração e produção de petróleo e gás, estão programados três leilões para 2013, de áreas no pós-sal e no pré-sal e também de gás. A companhia vive atualmente essa perspectiva.