Jump menu

Main content |  back to top

1910 a 1960

Década de 1910

Essa é a década em que começa a história da Shell no Brasil. Era um período de crescimento do consumo de produtos de petróleo, principamente os voltados para a indústria automobilística.

Década de 1920

Surge a Shell Aviação, que abasteceu o primeiro voo comercial no Brasil. Também foram criados os primeiros postos de serviços e filiais da companhia.

Década de 1930

Nessa década foi comprovada a existência de petróleo em terras brasileiras. O “ouro negro” jorrou pela primeira vez no município de Lobato, na Bahia.

Década de 1940

Nasce a revista Notícias Shell e a empresa passa a se chamar Shell-Mex Brazil Limited. É dessa época o movimento “O petróleo é nosso”, que defendia o monopólio do Estado sobre a produção da commodity.

Década de 1950

A Shell Global passa a fornecer combustível para a Ferrari. Além disso, a bandeira da Shell é a primeira a chegar à nova capital federal, Brasília. A companhia intensificou os investimentos no Brasil no período.

Década de 1960

O Varejo cresce ao ritmo de “um posto por dia”, o que fez da Shell a líder do setor. A companhia passou a ser uma empresa brasileira de capital estrangeiro, adotando o nome de Shell Brasil S.A.

De 1970 a 2010

Década de 1970

A Shell apoiou o programa federal Pró-Alcool, que estimulava produção do combustível em substituição à gasolina. No cenário da crise mundial, 75% de redução a produção de gasolina.

Década de 1980

Nasceram os Prêmios Shell de Teatro e de Música. Apesar dos desafios econômicos, a empresa manteve investimentos e passou a comercializar álcool.

Década de 1990

Surgiu a Select, marca mundial de lojas de conveniência. Também houve a flexibilização do monopólio do governo sobre a indústria de petróleo.

Década de 2000

O Varejo lança a gasolina Shell V-Power e, na área de investimento social, nascem os programas Saber Dividir e Iniciativa Jovem. Desde 2005, a empresa passa a investir na exploração do pré-sal.

Década de 2010

Nasce a Raízen, joint venture com a Cosan. A nova empresa passa a ser responsável pelo setor de Varejo. Os próximos leilões da ANP animam a empresa a continuar os investimentos em Exploração & Produção.